Um país de olhos postos nas craques lusas



Este apuramento para o primeiro UEFA Womens Futsal EURO tem sido um sucesso em todos os aspetos.

Se dentro de campo as Portuguesas mostraram qualidade e garantiram desde já a presença na próxima fase da competição quando há ainda um jogo para disputar, também fora de campo os Portugueses têm correspondido da melhor maneira.

Quem nos permite afirmar isso é a GFK, empresa que mede o mercado de televisão em Portugal.

Se no primeiro dia os números avançados pela GFK já eram bons, com uma audiência média de 120 mil pessoas, 3,4 % de share. Na parte final partida, numa emissão por onde passaram cerca de 470 mil pessoas e que terminou com mais ou menos 170 mil pessoas a seguir o encontro, neste 2º dia de transmissão os números foram ainda superiores.

O jogo podia ser decisivo, e os portugueses corresponderam com uma audiência média de 160 mil pessoas, com 4,3% de share e com cerca de 243 mil pessoas a assistir ao encontro quando este estava perto do final.

Neste segundo dia, o Portugal – Finlândia foi mesmo o programa mais assistido, no que aos canais de informação da cabo diz respeito, o que deixa assim bons indicadores para que o futsal feminino possa ser cada vez mais alvo deste tipo de transmissões que para além de contribuir para a expansão da modalidade são também cada vez mais vistos como conteúdos de interesse publico.


Vídeos
Cerro Porteño é o primeiro semifinalista da Libertadores
VIDEO | Fer Drasler confirmado como reforço do SL Benfica
Resumo | Portugal 4-0 Noruega
Reações de José Luís Mendes ao empate com a República Checa - Sub-21
Reação de Jorge Braz ao triunfo (4-1) diante da Noruega
José Luís Mendes antevê partidas dos Sub21
Bruno Coelho: "a seleção é um espaço diferente"
Treino conjunto antes de jogos de preparação
Deo pede desculpa pela atitude no jogo 4
André Crud é o novo treinador do Rio Ave
Ficha técnica | Lei da transparência | Estatuto Editorial