Vamos ter negra -Sporting vence jogo 4 nas grades penalidades



Neste jogo 4 o Sporting voltou a ter uma vantagem confortável, que o Benfica voltou a anular perto do fim do jogo, mas desta vez no prolongamento as equipas não arriscaram tanto e só nas grandes penalidades se decidiu a partida. O Sporting marcou os 2, o Benfica não marcou nenhum e assim sendo vamos ter negra no fim de semana para decidir o campeão nacional.

A partida começou com Fernandinho a mostrar que ia manter-se como o principal perigo para a baliza do Sporting, e ao minuto 2 o brasileiro abriu mesmo o marcador. Passe na paralela e Fernandinho com um remate cruzado a inaugurar o activo.

O Sporting já vinha em desvantagem na eliminatória, estava privado da presença do seu técnico no banco, bem como da participação de Deo, Djo e Fortino (expulsos no ultimo jogo) e começava cedo a perder. Todos os ingredientes para a desgraça, mas que os visitantes fizeram questão de empurrar para canto, arrancando para uma exibição até ao descanso em tudo notável, excepto naquilo que podia ter sido o sentenciar da partida, mas já lá iremos...

Com um jogo de pivô bem marcado pela presença em campo de Cadrinal, alternando com o regressado Dieguinho, o Sporting foi sempre a equipa que mais perigo criou e de forma confortável virou o marcador. Primeiro Cardinal em rotação e depois Caio à boca da baliza a finalizar o trabalho individual de Pany.

O Sporting controlava a partida e o seu jogo de pivô continuava a ser sempre um problema para os encarnados. Cardinal e Dieguinho aumentaram o marcador para 1-4 e Dieguinho teve nos pés o sentenciar da partida que falamos. Sozinho sem ninguém na baliza, atrapalhou-se e perdoou aquele que seria o 1-5 ainda antes do intervalo. Falhou Dieguinho e do outro lado Deives não... reduzindo anda antes do fim da primeira parte, colocando tudo mais proximo no marcador.

Na segunda parte Divanei esteve no melhor e no pior para a sua equipa. Primeiro deixou fugir Fernandinho que voltou a não perdoar e depois concluiu uma jogada excepcional de Dieguinho que tirou 2 jogadores do caminho.

Com o 5-3 veio Bruno Coelho para a função de GR avançado e voltou o Benfica a tirar proveito imediato, pelo inevitável Fernandinho esquecido sozinho ao segundo poste. O Sporting tremia, lutava para manter a vantagem e no momento que finalmente se conseguiu soltar, estando largos segundo em posse de bola, voltou a pecar numa bola parada ofensiva, permitindo o contragolpe e a Raul Campos fazer o 5-5 a 40's do final.

O prolongamento manteve a emoção, mas reduziu o número de jogadas de perigo. O Sporting procurou mais, mas foi Robinho com um remate perigoso que esteve mais perto de evitar as grandes penalidades.

E da marca dos 6 metros desastre para o Benfica. Fernandinho acertou na barra e  Bruno Coelho permitiu a defesa de Gonçalo Portugal que entrou para o desempate. Do lado do Sporting Diogo e Pany nao facilitaram e a vatagem de jogar em casa a negra esta do lado dos leões.



Vídeos
Os melhores golos da Jornada 14 da Liga Placard
Os melhores golos da Jornada 13 da Liga Placard
Os melhores golos da Jornada 12 da Liga Plarcard de Futsal
Os melhores golos da Jornada 11 da Liga Placard de Futsal
Os melhores golos da Jornada 10 da Liga Placard de Futsal
Os melhores golos da Jornada 9 da Liga Placard
Os melhores da jornada 7 da Liga Placard
Os melhores golos da Jornada 6 da Liga Placard
Os melhores golos da Jornada 5 da Liga Placard
Os melhores golos da Jornada 4 da Liga Placard
Ficha técnica | Lei da transparência | Estatuto Editorial Politica Privacidade