Nuno Dias: “Este jogo é o jogo” e Zicky " vão ter aqui um grande Sporting CP"



O Sporting recebe este sábado o SC Braga, a partir das 20h30, no Pavilhão João Rocha, para o jogo três da final do play-off da Liga. No pensamento da formação verde e branca está, apenas, concretizar o inédito Tetracampeonato, disse Nuno Dias, treinador da equipa Leonina, em antevisão à partida.
 
“Estamos a uma vitória de conquistar algo inédito e com esse pensamento que nos estamos a preparar, sabendo que vamos ter um adversário que tem qualidade. O SC Braga tem-nos dificultado muito, tem feito bons jogos e está nesta final com todo o mérito. O único pensamento que temos é ganhar porque estamos com uma vantagem de 2-0, mas sabemos que temos de ganhar três jogos para sermos Campeões. 2-0 não chega, o que chega é 3-0, 3-1 ou 3-2. Temos de ganhar três jogos e espero que seja já no sábado, que consigamos junto dos nossos adeptos fazer essa festa e alcançar algo que nunca ninguém alcançou”.
 
Regularidade é imagem de marca da equipa Leonina, que procura manter a consistência que vem desde a fase regular, concluído pela formação verde e branca no 1.º lugar.
 
“Em todos os três campeonatos anteriores que o Sporting CP venceu, ficámos em primeiro na fase regular, então não me parece que o Sporting CP só esteja talhado para as fases finais. Acho que o Sporting CP está talhado para o campeonato inteiro, por isso é que conseguiu ser líder em todas as fases regulares do Tricampeonato. Espero que esse registo e esses dados estatísticos se mantenham e o Sporting CP, mais uma vez, foi líder na fase regular com cinco pontos de vantagem sobre o segundo classificado, que foi o SC Braga, e espero que estejamos talhados amanhã para vencer, mas à imagem daquilo que fez durante toda a época e todas as fases regulares dos três campeonatos anteriores”.
 
Motivados e desejosos que o jogo comece, assim está todo o grupo de trabalho Leonino, com Nuno Dias a vincar que o jogo frente ao SC Braga de sábado, é especial.
 
“Estamos todos ansiosos, não só os jogadores. Eu também estou e não jogo, até os adeptos. Estamos todos ansiosos para que o jogo comece e acabe com vitória. Aquilo que podemos controlar são as nossas acções no jogo, a estratégia, a forma como podemos marcar, como podemos correr, para onde podemos correr, quais os sítios certos para onde devemos correr e as linhas de passe que precisamos de fechar. O que nós controlamos é a nossa grande preocupação e perceber que é um grande jogo, muito importante para nós, não há como desvalorizá-lo. Isso era um erro da nossa parte. Não é só mais um jogo, é o jogo que poderá dar algo que nunca ninguém alcançou, algo que é inédito, algo que é um recorde, algo que perseguimos e que vamos ficar nessa história, caso aconteça. Não podemos entrar na cabeça dos jogadores desvalorizando. Não é momento de desvalorizar. É o momento de valorizar e de dizer mesmo que tem de ser um grande jogo, não é um jogo de vida ou morte, mas é um jogo muito importante para todos nós, é um jogo que nós perseguimos e queremos que aconteçam coisas boas. Mesmo que quisesse em termos emocionais ou psicológicos dizer aos jogadores que não se preocupem e não valorizem, acho que ia ser hipócrita e acho que eles iam sentir. Se há algo de que me posso orgulhar e que posso caracterizar-me perante os meus atletas é que sou honesto com eles, que sou leal, genuíno e que não lhes minto. Não era capaz de lhes mentir e de lhes dizer para não se preocuparem com este jogo, que este jogo era só mais um. Não. Este jogo é o jogo”.
 
Sem revelar ainda qual a opção para render o castigado Pany Varela, que foi expulso em Braga, Nuno Dias abordou a situação. “O Pany infelizmente foi admoestado com dois cartões amarelos. No jogo um e no jogo dois isso também podia ter acontecido a jogadores do SC Braga com vermelhos directos através de vídeo-árbitro, que não aconteceram, mas que depois aconteceram para nós. Vamos ter de jogar sem o Pany, que infelizmente não vai poder ajudar”.
 
Zicky, jogador da equipa de futsal do Sporting CP, garantiu que motivação e concentração da equipa Leonina não irão faltar no duelo diante dos bracarenses.
 
“Estamos com os índices de concentração e de motivação muito elevados. Tivemos dois jogos de grande exigência e estão a ser semanas de grande exigência nos treinos que depois se traduzem nos jogos. A equipa está bem, está motivada e vem de duas vitórias, mas consciente de que ainda não está ganho. Podemos vir a ganhar sábado, mas se assim não se realizar, ainda temos jogos pela frente. A equipa está com os pés assentes na terra, apesar dos grandes jogos que temos feito. Temos de estar conscientes de que temos um grande adversário pela frente e que temos de estar concentrados e nos limites para levar de vencida o SC Braga no sábado”, referiu na antevisão aos jornalistas.
 
Aos 22 anos, Zicky pode ter mais um capítulo histórico no Sporting CP e o cenário de um ambicionado quarto título nacional consecutivo é uma grande motivação.
 
“Estamos desde o início de época a falar disso [ambicionado tetra]. Ainda não estamos a encontrar palavras para caracterizar o que podemos vir a sentir, porque é um feito que vai ficar na história do futsal se assim acontecer. Mas fazer parte disso seria, certamente, um orgulho enorme. Desde que subi aos seniores felizmente ainda não perdi um campeonato, isso também traduz muito da dinâmica e do trabalho que a modalidade de futsal do Sporting CP tem vindo a desenvolver. Traduz o que é a consistência de mais alto nível do Sporting CP e se isso resultar no Tetra seria um momento de muita alegria e felicidade para nós. Tenho extremo orgulho por aquilo que temos vindo a fazer e a conquistar nos últimos anos”.
 
O jogador formado no Sporting CP recusou que os Tricampeões Nacionais possam estar mais descontraídos por estarem a uma vitória de mais um título nacional. “Sinto que a pressão está nos dois lados. O pior que nos pode acontecer é entrar relaxados ou a pensar que está 2-0 e que o máximo que nos pode acontecer é irmos a Braga, porque assim dificilmente levaremos o SC Braga de vencida.  Do outro lado está uma equipa que sabe que estar a perder 2-0 não significa nada. Aliás, até vai ser um elemento de motivação extra por eles quererem fazer história, porque poucas equipas recuperam de 2-0. Por isso, eles vêm com mais garra e mais vontade de vencer, e nós temos de estar melhor do que nos dois jogos anteriores para levar o SC Braga de vencida. Por isso, o factor do 2-0 só é bom para eles e podia ser prejudicial para nós, porque podia dar confiança a mais, mas isso não existe na nossa equipa. Também porque os valores que nos passam é que temos de desconfiar de tudo. Se mantivermos o nível, outros vão passar-nos, por isso temos de nos elevar ainda mais para levarmos de vencida”.
 
Com uma época muito concretizadora a nível individual, Zicky não rejeita a possibilidade de voltar a marcar diante dos bracarenses, este sábado. “Gosto muito de fazer golos, felizmente esta época está a correr-me muito bem. A nível pessoal estou no meu melhor registo de sempre e espero contribuir para a vitória da minha equipa, seja com golos, assistências, palmas ou gritos. Seja o que for, espero contribuir para ajudar a minha equipa”.
 
Já com o anúncio de casa cheia no Pavilhão João Rocha, Zicky não escondeu a emoção de imaginar o cenário criado pela força extra dos adeptos Leoninos nas bancadas.
 
“Creio que a equipa de futsal do Sporting CP só perdeu uma vez em casa no Pavilhão João Rocha e foi há uns anos, contra o CRC Quinta dos Lombos, se não me engano. Isso traduz muito do que é jogar aqui, da pressão para os adversários e do apoio que nós temos tido aqui em casa. Já tive a oportunidade de falar com alguns adeptos amigos meus e isto vai estar a loucura no sábado, vai estar cheio. O Pavilhão João Rocha vai ser, sem dúvida, mais um elemento e já estou arrepiado só de pensar como isto vai estar no sábado. Vai ser lindo e nós em campo temos de fazer a nossa parte para deixar esta história mais bonita”.
 
Por fim, questionado sobre se espera um SC Braga de orgulho ferido, Zicky respondeu sem hesitações. “Espero um SC Braga com vontade de fazer história, mais ainda. Creio que é a segunda final de sempre do SC Braga, por isso eles já estão a fazer novamente história e vão querer continuar a fazê-la. Vão querer ganhar-nos e levar o jogo para Braga, a vontade deles é de certeza o quinto jogo e mais do que olhar para o SC Braga temos é olhar para nós e para a vontade que temos de ganhar este campeonato, de sermos campeões e de dar tudo em campo. Eles podem vir fortes, mas sem dúvida que vão ter aqui um grande Sporting CP, de alto nível e com muita vontade de ganhar o jogo”.


Vídeos
Os melhores golos da Jornada 22 da Liga Placard Futsal
Os melhores golos da Jornada 21 da Liga Placard de Futsal
Os melhores golo dos Jogos 2 dos Quartos de Final da Liga Feminina Placard
Os melhores golos do Jogo 1 Quartos de Final da Liga Feminina Placard
Os melhores golos da Jornada 20 da Liga Placard Futsal
Os melhores golos da Jornada 22 da Liga Feminina Placard
Os melhores golos da jornada 19 da Liga Placard de Futsal
Os melhores golos da Jornada 18 da Liga Placard Futsal
Os melhores golos da Jornada 17 da Liga Placard
Os melhores golos da jornada 21 da Liga Feminina Placard
Ficha técnica | Lei da transparência | Estatuto Editorial Politica Privacidade