Remontada "à Portugal" vale os primeiros 3 pontos



A seleção portuguesa de futsal venceu hoje a Bielorrússia 5-2, recuperando de uma desvantagem de dois golos, no arranque da qualificação para o Campeonato do Mundo de 2024, em jogo realizado no Pavilhão de Paredes.

Portugal teve uma entrada em falso, permitindo dois golos de vantagem aos bielorrussos, mas uma segunda parte bem conseguida pelos comandados de Jorge Braz criou as condições para a desejada reviravolta, concretizada com os tentos de Erick (13) e, na segunda parte, de João Matos (34), Zicky (35), Pany (36) e Neves (39).

A desvantagem ao intervalo de Portugal, sem derrotas em jogos oficiais há mais de seis anos (a última aconteceu em 29 de setembro de 2016, nas meias-finais do Mundial diante da Argentina, por 5-2), traduzia a entrada menos feliz dos lusos no jogo, apesar de Pany, no primeiro minuto, ter desperdiçado uma soberana oportunidade para marcar. 

Portugal teve sempre mais iniciativa e mais finalizações, mas não se deu muito bem com o jogo mais físico do adversário, feliz na forma como ganhou vantagem, aos sete minutos, após um ligeiro desvio de Semianiuk na área lusa, o suficiente para trair André Sousa.

No minuto seguinte, uma transição rápida resultou no segundo golo dos bielorrussos, anotado por Zuyenak, com um remate exterior.

A equipa portuguesa demorou cinco minutos a reagir à desvantagem, conseguindo reduzir por Erick, com um remate colocado de fora da área, aos 13 minutos, numa altura em que os bielorrussos já tinham atingido as cinco faltas.

A sexta, com direito a livre direto, só surgiu no último minuto do primeiro tempo, mas Bruno Coelho, na cobrança, permitiu a defesa de Luksha.

O guarda-redes bielorrusso foi um dos melhores da sua equipa e ajudou a atrasar o golo do empate, marcado por João Matos, aos 34 minutos, na sequência de um livre de Bruno Coelho.

Por esta altura, Portugal, muito mais rápido sobre a bola e na reação à perda na segunda parte, já tinha acertado por três vezes nos postes dos bielorrussos, justificando a reviravolta no marcador, concretizada aos 35, num calcanhar de Zicky.

Os campeões do mundo e bicampeões europeus souberam puxar pelos adeptos, que voltaram a festejar um minuto depois, num remate de Pany, assistido por Neves, que fecharia a contagem para Portugal, a um minuto do fim. Dmitri Los ainda reduziu para a Bielorrússia, a três segundos do fim.

Portugal desloca-se à Lituânia, para a segunda jornada, em encontro marcado para a próxima terça-feira.

foto - fpf.pt


Vídeos
Os melhores da jornada 7 da Liga Placard
Os melhores golos da Jornada 6 da Liga Placard
Os melhores golos da Jornada 5 da Liga Placard
Os melhores golos da Jornada 4 da Liga Placard
Os melhores golos da Jornada 3 da Liga Placard Futsal
Os melhores golos da Jornada 2 da Liga Placard Futsal
Os melhores golos da Jornada 1 da Liga Placard
Ricardinho em entrevista ao Goucha, na TVI
Pato: "Fizemos coisas boas, importantes, mas ainda temos de melhorar"
Nuno Dias: "Está tudo ainda muito precoce"
Ficha técnica | Lei da transparência | Estatuto Editorial Politica Privacidade