Jorge Braz: "Numa altura em que se fala de medalhas, não queremos vir de peito vazio"



A ambição de Jorge Braz, selecionador português de futsal, no que toca ao Mundial.

O selecionador português de futsal, Jorge Braz, definiu como ambição para o Mundial2021 chegar às medalhas e "não vir para Portugal de peito vazio", numa competição na qual a equipa lusa contará com Ricardinho.

O técnico anunciou os 16 convocados para a competição, que se vai disputar na Lituânia, entre 12 de setembro a 3 de outubro, e na qual a equipa das 'quinas' se vai apresentar "com as ambições do costume" e com a intenção de melhorar o quarto posto do Mundial2016, que se realizou na Colômbia.

"Queremos sempre mais. No último Mundial, não chegámos às medalhas e é aí que queremos chegar, ir até ao fim. É verdade que chegámos ao final da competição, mas não trouxemos uma medalha. Numa altura em que se fala de medalhas e Jogos Olímpicos, não queremos vir de peito vazio", afirmou Jorge Braz, na Cidade do Futebol, em Oeiras.

No entanto, o técnico disse estar "consciente da dificuldade de chegar até ao final de um Mundial, uma vez que há seleções que estão cada vez mais bem preparadas", desde logo Tailândia e Marrocos, adversários de Portugal no Grupo C e "duas seleções de nível muito elevado e interessante, que podem e querem surpreender".

Da "poule" lusa faz igualmente parte a seleção das Ilhas Salomão, um oponente "de um nível ligeiramente inferior, que tem tido dificuldades nos mundiais, mas que está sempre presente e com irreverência".

A "meritocracia" esteve na base da elaboração da convocatória de 16 atletas, mais dois do que vinha sendo habitual para a competição, devido à pandemia de covid-19, sendo que Portugal se vai apresentar com "um grupo de gente jovem e gente experiente", incluindo o "capitão" Ricardinho, que está pronto a dar o seu contributo, depois de se ter lesionado em março, precisamente ao serviço da seleção.

"Vai estar [em boas condições]. Já está num patamar de forma desportiva muito interessante. Desde o processo inicial foi acompanhado pela nossa equipa médica e, mais tarde, também pela nossa equipa técnica. Se estiver bem, o Ricardo vai apresentar-se a um nível muito bom", antecipou Jorge Braz.

No lote de convocados, destacam-se as estreias em fases finais de Eduardo Sousa, Tomás Paçó, Afonso Jesus, Pauleta e Zicky Té, que integram um grupo recheado de altas "patentes" do futsal nacional, como Bebé, João Matos, André Coelho, Ricardinho, Bruno Coelho, Pany Varela ou Tiago Brito.

A preparação de Portugal, com início em 08 de agosto, vai decorrer em Rio Maior e Viseu, sendo que, até à partida para a Lituânia, o conjunto luso tem agendados sete jogos de preparação, com Japão, Venezuela, Angola, Uzbequistão, Costa Rica e Paraguai (dois).

A seleção nacional estreia-se no Mundial2021 em 13 de setembro, diante da Tailândia, seguindo-se os duelos com Ilhas Salomão (16) e Marrocos (19).

Vídeos
Jorge Braz quer Portugal focado em si mesmo frente à Tailândia
Ricardinho: "Os favoritos são sempre os mesmos. Vamos tentar intrometer-nos nesse lote"
Jorge Braz "É muito difícil e vai ser cada vez mais mas gostamos de coisas difíceis e é para a final que apontamos"
Nuno Dias analisa Sporting CP no arranque da temporada 2021/2022
Pulpis analisa SL Benfica no arranque da temporada 2021/2022
Jorge Braz anuncia convocados para o Mundial da Lituânia
Cascavel faz 3 golos em inferioridade numérica.
Jorge Braz analisa grupo de Portugal no Mundial 2021
Sorteio do Mundial da Lituânia
Entrevista de João Miguel ao Canal 11
Ficha técnica | Lei da transparência | Estatuto Editorial Politica Privacidade