Zicky "Somos muito unidos fora de campo e dentro de campo também o somos"



Izaquel Té, mais conhecido por Zicky no mundo do futsal, estreou-se na Seleção A durante esta qualificação, a 6 de março de 2021, no empate a três bola diante da República Checa e foi o terceiro mais jovem de sempre a representar a equipa principal, sendo apenas superado Ricardinho, o mais jovem de sempre nos AA, e Afonso, que também integra esta convocatória para os jogos com a Noruega.

O 149.º jogador a representar a Seleção Nacional, estreou-se com passados pouco mais de três meses de completar 19 anos*.

Em entrevista ao fpf.pt o jogador do Sporting sentiu aquando da sua primeira chamada à Seleção A, para os últimos jogos diante da República Checa no mês de março.

“As expetativas eram boas e vieram a confirmar-se. Fui muito bem recebido. Aqui acolhem-nos como já nos conhecêssemos há muito tempo. Parecemos amigos de longa data. Acho que esse sentimento de compaixão de um pelo outro é que os torna mais unidos e nos deixa mais à vontade para podermos jogar, interagir mais uns com os outros:”

Zicky não tem dúvidas que esta união fora de campo é depois transportada para os jogos e que se pode tornar decisiva.
  
“Somos muito unidos fora de campo e dentro de campo também o somos… Somos solidários uns com os outros e ajudamo-nos. Parece que já nos conhecemos há mais tempo e quando entramos em campo lutamos e estamos aqui para dar as mãos uns aos outros.”

Para o jogador luso, a receita para bater a Noruega não é diferente daquela que foi dada por André Galvão.

“Temos de ser Portugal. Nós fomos e estamos a ser alertados para os jogos que aí vêm. Sabemos da dificuldade, mas também sabemos que se formos iguais nós próprios e fiéis à nossa identidade conseguiremos as duas vitórias, sem dúvida. Para isso acontecer, temos de mostrar em campo. Não vale a pena estarmos a dizer que somos mais fortes e que se quisermos mais que somos mais forte, se não o mostrarmos em campo. Passa por levarmos a energia que trazemos de fora, para dentro do campo, porque se isso acontecer, sairemos com as vitórias que tanto queremos.”

A questão do pivô foi e é um tema muito debatida no futsal português. Zicky defende que passa pelos jogadores dessa posição – mais e menos jovens – trabalharem para mostrar potencial.

“Eu acho que o mister pode estar tranquilo no que diz respeito à nossa vontade de trabalhar e à nossa vontade de aqui estar. Não é só em relação aos mais novos – temos também aqui o exemplo do Galvão que é um pivô mais velho que nós, mas que mostra que ainda há qualidade nos pivôs portugueses – se trabalharem conseguem vir aqui. Tanto eu, como o Neves, como o Góis… há muitos outros pivôs jovens que ambicionam muito um dia estar aqui e trabalham para isso. As expetativas em nós são elevadas, mas de nada adianta dizer que nós somos o futuro, se não trabalharmos para isso.

Vídeos
Os melhores golos da jornada 29 da Liga Placard de Futsal
Os melhores golos da jornada 28 da Liga Placard
Os melhores golos da Taça da Liga de Futsal Feminino - 2021
Condestáveis recebidas em festa
Os melhores golos da Taça da Liga de Futsal - 2021
Resumo da Final Feminina da Taça da Liga | Nun'Álvares 2-4 SL Benfica
Resumo da final da Taça da Liga | Sporting CP 6-2 SL Benfica
Melhores Golos da 9ª Jornada do Apuramento de Campeão
Os melhores golos da Jornada 27 da Liga Placard Futsal
Os melhores golos da Jornada 26 da Liga Placard Futsal
Ficha técnica | Lei da transparência | Estatuto Editorial Politica Privacidade