Unidos Pinheirense dispensa quatro brasileiros para continuar na Liga SportZone



Na quarta época, três delas consecutivas, no principal escalão do futsal português, o Unidos Pinheirense ocupa o penúltimo lugar da classificação, com quatro pontos.

O Unidos Pinheirense, da I Liga de futsal, rescindiu contrato com quatro dos cinco brasileiros do plantel para conseguir manter-se em prova até ao final da época, disse, esta quinta-feira, à Lusa o presidente do clube.

Marco Vigário em declarações ao Jornal OJogo,  referiu que nos últimos dias foi equacionada a desistência da competição devido "à falta de apoios prometidos", a que se juntou a vontade "de alguns colegas da direção de deixar de meter dinheiro".

"É um problema com anos, que se tem acumulado, promessas verbais de apoio que não foram cumpridas, de instituições e pessoas importantes do concelho e têm sido quatro diretores, eu incluído, que têm aguentado isto", explicou o dirigente do clube de Gondomar.

Na quarta época, três delas consecutivas, no principal escalão do futsal português, o Unidos Pinheirense ocupa atualmente o 13.º e penúltimo lugar da classificação, com quatro pontos.

"Quatro dos brasileiros vão embora, só ficará um, o Bruninho. E dessa forma vamos tentar reduzir os custos e aguentar", acrescentou Marco Vigário, firme na intenção de "disputar a prova até ao fim".

Também para combater a ausência de meios financeiros num clube com mais 11 equipas nos escalões de formação, o Unidos Pinheirense contou pontualmente com a colaboração do Sporting de Braga/AAUM, que "aceitou trocar o jogo da próxima jornada", passando-o de Valbom, no domingo, para Braga, na quarta-feira.

"Cada jogo em casa fica por 850 euros, sendo 500 euros para policiamento e 350 euros de taxa de jogo", disse o dirigente, para explicar o pedido de mudança da ordem dos jogos, procurando, assim, "ganhar tempo para conseguir mais verbas".

Garantindo "não haver salários em atraso" no clube, Marco Vigário quer "cumprir o compromisso assumido com a Federação Portuguesa de Futebol" e, se não for com mais ninguém, promete "jogar com os juniores para tentar chegar ao final da época".

"Em Gondomar é impossível ter equipas a competir nos principais campeonatos", concluiu.

Vídeos
Gadeia renova com o Movistar Inter até 2021
Benfica vence Novasemente e é lider
Com golaço de bicicleta, Jaraguá goleia Marreco e vence primeiro jogo na LNF 2019
Pato vence o Cascavel e segue só com vitórias na LNF
Elisandro renova com o Movistar Inter até 2020
Benfica alcança 3º lugar no 3rd Womens Futsal European Tournament
Jimbee Roldan venceu o torneio Europeu
SL Benfica deixa fugir final para as italianas do Kick Off
Carlos Barbosa vence clássico gaúcho contra Atlântico | Vídeo
Pola renova até Junho de 2021 com o Movistar Inter
Ficha técnica | Lei da transparência | Estatuto Editorial