GD Fabril
2-6
Sporting CP
terminado
Ivo Coelho - 1
Wilson Santos - 17
Joãozinho - 7
Elvis Luz - 20
David Parente - 10
6'

GOLOOOOO!!!

Yulián Díaz - 99

12'

Amarelo

Wilson Santos - 17

13'

GOLOOOOO!!!

6 - Pedro Cary

18'

GOLOOOOO!!!

Luiz Fassy - 26

21'

GOLOOOOO!!!

17 - Diego Cavinato

23'

GOLOOOOO!!!

Joãozinho - 7 (pb)

24'

GOLOOOOO!!!

17 - Diego Cavinato

33'

GOLOOOOO!!!

18 - Pany Varela

40'

GOLOOOOO!!!

89 - Dieguinho

16 - André Sousa
9 - João Matos
6 - Pedro Cary
29 - Alex Merlim
20 - Rodolfo Fortino
   
José Fernandes - 12
Rúben Pierre - 88
Yulián Díaz - 99
Gonçalo Grácio - 9
André Silva - 13
Luiz Fassy - 26
Bernardo Paulino - 4
Miguel Paulino - 8
Rafhel Fraga - 2
1 - Gonçalo Portugal
7 - Djô
8 - Diogo
10 - Deo
17 - Diego Cavinato
18 - Pany Varela
89 - Dieguinho
6'

GOLOOOOO!!!

Yulián Díaz - 99

12'

Amarelo

Wilson Santos - 17

13'

GOLOOOOO!!!

6 - Pedro Cary

18'

GOLOOOOO!!!

Luiz Fassy - 26

21'

GOLOOOOO!!!

17 - Diego Cavinato

23'

GOLOOOOO!!!

Joãozinho - 7 (pb)

24'

GOLOOOOO!!!

17 - Diego Cavinato

33'

GOLOOOOO!!!

18 - Pany Varela

40'

GOLOOOOO!!!

89 - Dieguinho

COMENTARIOS TREINADORES:
Fernando Paiva “Naná”:

Filipe Azinheira - Entrámos um bocado receosos do Sporting, mas dentro do jogo que foi passando, fomos sempre acreditando que era possível ganhar. Assim foi, entramos a ganhar, no segundo golo do Sporting, tivemos uma grande infelicidade, quando o jogador ia marcar o canto e tropeçou num fotógrafo. O Sporting está de parabéns, mas o Fabril também. Deixou uma imagem muito agradável, é bom para o futsal ter equipas como o Fabril. Os parabéns ao Sporting, vice-campeão europeu e bicampeão nacional" "Esta equipa tem no seu ADN a garra, o querer, determinação e sonhamos. Lutamos e estivemos no jogo, inclusive o Sporting teve muito respeito pelo Fabril. Contra muitas expetativas dos espetadores, iam pensar que ia estar aqui no Sporting-Benfica, a meia-final, era uma final antecipada e deixamos aqui uma bela imagem do que é o futsal" "É um misto de emoções, há 15 dias descemos à segunda divisão, mas falamos entre nós. Somos uma equipa humilde que sabe o que se passa dentro deste clube, sabíamos que seria possível sonhar e chegar o mais longe possível na Taça. Ao fim de 96 equipas, chegaram duas à final e estar o Fabril é uma coisa que enche esta equipa de orgulho. Que chegue a próxima época para voltarmos à Liga e estarmos outra vez na Taça de Portugal"
Nuno Dias:

"Este troféu significa um objetivo alcançado, muito trabalho, sacrifício, mas acima de tudo significa muita qualidade. É aquilo que a equipa tem evidenciado ao longo dos 45 jogos oficiais que já realizou esta época. Chegamos nesta altura e apresentamos qualidade num jogo difícil, contra uma equipa que não tinha nada a perder e que tem uma característica lutadora e atrevida. Hoje tivemos algumas limitações, o Merlim e o Diogo perdemos no inicio de jogo, mas penso que inteiramente a nossa vitoria é inteiramente justa, não deixa qualquer dúvida. O favoritismo teórico que falamos no sábado, conseguimos, na segunda parte, traduzi-lo na prática". "Na primeira parte tivemos falhas ao nível da concentração, nâo estávamos intensos a disputar os lances, não fazíamos nada para alterar o rumo do jogo. Tivemos de pensar ao intervalo no que estava a acontecer e o que teríamos de alterar, acima de tudo o comportamento. A forma agressiva que tínhamos de abordar os lances, pressionar o portador da bola. A forma como disputamos a segunda parte é dentro daquilo que é o Sporting e do que é o nosso grupo". "Deixar uma palavra ao Fabril que chegou a esta final com todo o mérito e pela forma como se entrega ao jogo, com alegria, dinâmica, querer e raça. Eu admiro este tipo de equipas, treinadores e jogadores que nunca dão nada por perdido. Lutam independentemente dos resultados. Estão de parabéns por terem chegado à final e por nos terem dificultado."
RESUMO
Ficha técnica | Lei da transparência | Estatuto Editorial Politica Privacidade