Nanã em relação ao jogo com o Sporting CP: “Este foi o jogo mais fácil de prepararmos”



Na recessão ao 1º classificado da fase regular Sporting CP, a equipa comandada pelo ex-internacional português Nanã saiu derrotada por 7 bolas a 1, numa partida que teve lugar no pavilhão municipal Luis de Carvalho, devido aos danos na estrutura do pavilhão do Fabril. Enquanto que o golo barreirense foi apontado por Yullian, os tentos leoninos foram marcados por Deo (2), Diogo (3), João Matos, Fortino e Cardinal.

“A primeira coisa que me vem à cabeça é sem dúvida a magnífica noite de desporto que aconteceu hoje no pavilhão municipal do Barreiro. Quem aqui esteve deu muito bem empregue o seu tempo, não só pelo que se jogou dentro do campo mas em particular pelo que se passou na bancada. Esta gente do Barreiro mostrou que sabe o que é desporto, que sabe respeitar o adversário, sabe para que é que isto serve – para jogarmos um jogo, uma equipa ganha a outra perde mas é só isso. Tudo o que se passou aqui enche-me de orgulho por fazer parte do desporto e do futsal em particular. Foi de facto uma noite que eu dedico por completo aos jogadores do GD Fabril/Auto Kuatrus. São para este momentos que todos nós trabalhamos – para momentos de alegria, para momentos de tristeza porque o desporto também é isso, momentos de partilha mas em especial para momentos de respeito. Foi isso que aconteceu hoje. O Sporting CP respeitou o Fabril e nós respeitámos o Sporting CP. Foi um bom jogo – o Sporting CP fez o que tinha a fazer e controlou o jogo. Para nós o resultado está sempre 0-0, queremos sempre marcar 1 golo e não sofrer e foi isso que os jogadores quiseram demonstrar dentro do campo. Estou muito orgulhoso da secção de futsal do GD Fabril”, começou por dizer técnico de 48 anos na sala de conferência de imprensa.

Questionado sobre a dificuldade de preparar um jogo frente a uma equipa de uma realidade desportiva completamente diferente, Nanã não teve dúvidas em afirmar que “este foi o jogo mais fácil de prepararmos. A nossa opção foi não passar informação aos jogadores, não sobrecarregar os atletas de informação com a quantidade de jogadas que o Sporting CP faz, porque o excesso de informação só ia baralhar mais as cabeças dos nossos jogadores. Foi uma semana muito leve inclusive com o infortúnio que tivemos no nosso pavilhão – houve um dia que nem treinamos por isso mesmo, deixando os jogadores folgar. Preparámos este jogo assim, porque o Sporting CP tem muita coisa e tentarmos contrariar tudo o que o Sporting faz é impossível, portanto jogámos e focámos o nosso jogo em três momentos particulares: os cantos, os foras defensivos e as saídas do guarda-redes e nesse aspeto correu-nos muito bem. Temos agora 15 dias para preparar o próximo jogo e foi por isso que nos preparámos desta forma – não por pressão aos jogadores, deixá-los descansar a cabeça e não sobrecarregar fisicamente”.

Não é segredo para ninguém que desde a época passada, o GD Fabril tem vindo a atravessar momento complicados do ponto de vista da sua continuação enquanto secção de futsal e que essa instabilidade, agora como secção autónoma, tem continuado mas para o treinador natural de Lisboa, este esforço tem sido positivo, pois “são para estes momentos que a secção de futsal do Fabril decidiu não deixar este projeto acabar, foi para lhes proporcionar estes momentos – momentos de prazer que se desenrolou ao longo do jogo e até mesmo depois do apito final foi fantástico, com um ambiente magnífico”, confessando no entanto que “é muito difícil. Queremos muito ficar na 1ª divisão, porque nos mantendo haverá muitas mais probabilidades do futsal no Fabril crescer – não é desisitr, porque não me parece que esse seja o próximo passo. Parece-me sim que se nos mantivermos, a cidade do Barreiro irá reconhecer esta modalidade, esta secção e aí criar condições para que nos mantenhamos na Liga Sport Zone por mais anos”, concluiu Fernando Paiva. Recorde-se que o GD Fabril/Auto Kuatrus defronta na próxima jornada os Leões de Porto Salvo, naquele que será o jogo mais importante da época para as duas equipas.



Vídeos
Ricardinho: "Foi sofrer até ao final"
Elisandro: "É uma conquista muito importante mas foi muito difícil"
Jorge Braz: "Vamos continuar a estar nas grandes decisões"
Nuno Dias: "preparados e cientes do nosso valor e do que podemos fazer"
Jesus Velasco: "El partido ante Sporting será igual o más complicado que el del Barça"
Javi Rodriguez: "Esos dos goles en dos minutos nos condicionaron"
AAU Évora vence CNU em Futsal Feminino
Conferência de imprensa de antevisão das meias-finais da UEFA Futsal Cup
FINAL CNU | IP Leiria - AAU Évora | 14:00h
Os melhores golos da Jornada 24 da Liga SportZone por Zona Técnica Futsal Portugal