Final Ibérica, Final «Hermana»



Um espetáculo, com muitos golos, reviravoltas constantes e muita emoção, nesta segunda meia-final que colocou a seleção Espanhola no caminho de Portugal na final deste UEFA Futsal Euro.

O jogo começou de uma forma emotiva, com oportunidades lado a lado e com as equipas a entrarem muito agressivas. Agressividade excessiva até que levou Taynan a ser admoestado com o cartão amarelo logo aos 6 minutos de jogo.

Dois minutos depois, aos 8, numa bela combinação com Douglas que deixou Bebé no chão, Taynan inaugurou o marcador da partida, deixando a seleção Cazaque em vantagem.

O jogo continuou muito agressivo, valendo muitos avisos a jogadores de ambas as seleções, sendo que aos 14 minutos, o capitão cazaque Suleimenov faz falta sobre Pola, que reage mal, o que valeu amarelo a ambos.

Já aos 16 minutos de jogo a Espanha chega ao tento do Empate. Canto pela direita da defensiva cazaque em que Bebé tenta colocar na área, a bola desvia em Yessenamanov e trai Higuita que se preparava para atacar a bola.

O jogo acalmou em agressividade e aumentou na procura do golo em ambas as equipas com Paco Sedano e Higuita a serem decisivos para manter o jogo empatado até ao minuto 19 , altura em que Tolrá aproveitou uma reposição lateral para fazer o 1-2 para a Espanha, resultado com que o jogo chegou ao intervalo. Ainda antes do final da primeira parte, houve tempo para Alex ver um amarelo numa falta cometida sobre Alex.

No segundo tempo vimos o Cazaquistão à procura do empate, mas foi sempre a Espanha a chegar com mais perigo à baliza do Cazaquistão, até que ao minuto 25, após falta de Ortiz que lhe valeu a cartolina amarela, a bola chega aos pés de Higuita que do meio do campo fez um remate potente que só parou no fundo das redes. Nada de novo para o Guarda-Redes cazaque que desde sempre nos habituou a estes momentos.

No mesmo minuto, nova reviravolta, Douglas faz um passe a rasgar a defensiva adversária e Taku faz o 3-2 para o a seleção comandada por Cacau.

A festa não durou muito, visto que aos 29 minutos, Joselito numa exelente jogada da seleção “roja” repôs a igualdade no marcador.

Aos 33 nova reviravolta, com Pola no cara a cara com Higuita, colocou a bola em zona morta e fez o 4-3. Douglas via o amarelo no minuto seguinte por travar um ataque comprometedor dos Espanhóis e aos 37 Higuita viu amarelo por protestos.

Já a apenas 1’19 minutos do final, com o Cazaquistão já numa clara aposta de Guarda-Redes Subido com Higuita, viu Douglas tentar a sua sorte de longe, e num lance de alguma infelicidade de Paco Sedano, a fazer o 4-4, resultado que encontrávamos ao final dos 40 minutos, levando assim o jogo para prolongamento.

Pouco se tinha jogado no prolongamento e já a Espanha se fazia valer das 5 faltas do Cazaquistão na segunda parte para ganhar um livre de 10 metros, mas este foi desperdiçado por Miguelin. O mesmo Miguelin aos 3 minutos deste prolongamento faz o 4-5 num potente remate, onde também fica a ideia que Higuita podia ter feito um pouco melhor.

Já na segunda parte do prolongamento, a cerca de 2 minutos do fim, exelente passe de Taynan a rasgar toda a defensiva espanhola com Žamankulov a encostar sozinho ao segundo poste para o tento que dava novamente a igualdade à partida, e levou o jogo para a decisão nas grandes penalidades.

Destaque para os 2 minutos finais, onde a grande maioria dos 5567 espetadores presentes na Arena Stožice, muitos deles neutros, gritaram a uníssono “Kazakhstan” criando uma bela atmosfera onde parecia que o conjunto Cazaque estava a jogar perante o seu publico.

Já nas grandes penalidades, começou Miguelín rematou para o meio da baliza e quase permitiu a defesa a Higuita que não se mexeu mas foi incapaz de travar o potente remate do espanhol. De seguida Sedano defendeu a penalidade de Taynan e Ortiz enganou Higuita deixando o Cazaquistão sem qualquer hipóteses de voltar a falhar. Pershin foi exímio a bater dos 6 metros mas Lin não tremeu e colocou a seleção Espanhola na Final da Competção.

De referir ainda que este foi claramente o jogo mais da seleção espanhola nesta competição, onde apesar de mostrar algumas debilidades defensivas, mostrou-se ofensivamente muito mais capaz que nos jogos anteriores.

Esta será assim a reedição da única final jogada por Portugal até aos dias de hoje, após esse jogo a 30 de Janeiro de 2010 que a Espanha venceu por quatro bolas a duas.

A Final essa, tem lugar no próximo sábado pelas 19:45h (Horário de Portugal).


Vídeos



Nun’Álvares/IESFafe "É um clube diferente, unido e que movimenta centenas de pessoas.”
Bastidores da Final 8 da Taça de Portugal | “No coração do futsal”
Meia-Final | Super Liga Russa | 15:00h | Tyumen - Sibiryak
Meia-Final | Super Liga Russa | 14:30h | Gazprom-Yugra - Sinara
Os melhores golos dos Quartos de Final, Jogo 1, da Liga SportZone
Calendário das partidas do Fim de Semana
Sparta Belfast vence Taça na Irlanda do Norte
Miguel Albuquerque "O Nuno, é o rosto da liderança deste projeto"
Os melhores golos da Final Eight da Taça de Portugal
Os melhores golos da Taça de Portugal Feminina