Melhor do mundo pela 4ª vez, Armandinha revela que se surpreendeu com eleição



Com mudança de cidade e as lesões, ala viveu um 2017 conturbado comparado aos três anos anteriores: "Não foi como das outras vezes, nas quais eu estava concorrendo com muita força"

O globoesporte falou com a internacional brasileira que revelou que a mudança de cidade, novo clube, companheiras de equipa diferentes e duas lesões tornaram 2017 um ano complicado para Armandinha.

Nem mesmo o ano conturbado foi capaz de tirar o título de melhor jogadora de futsal do mundo da brasileira Amandinha, que recebeu o prémio Umbro Futsal Awards pela quarta vez consecutiva. Depois de jogar seis anos no Barateiro Futsal, de Brusque (SC), a jogadora de 23 anos mudou-se para Lages (SC), no início de 2017, para o Leoas da Serra. Durante a temporada, sofreu uma lesão no tornozelo direito, que a deixou parada dois meses, e outra na posterior da coxa, que a deixou um mês afastada das quadras. Por isso, a atleta conta que a certeza do título não era grande como nas outras edições do prémio.

"Quando recebi este título, eu estava na igreja e uma amiga me ligou avisando. A emoção foi enorme, porque não foi como das outras vezes, nas quais eu estava concorrendo com muita força. Como eu mudei de equipe, tive que recomeçar tudo como se fosse do zero. Fui pra um time novo, que ainda não tinha ganhado nada nacionalmente, e foi tudo um pouco mais complicado pra mim. Até tive duas lesões no ano passado. Só que acho que é assim mesmo. Com persistência, com perseverança, a gente consegue as coisas. Fui me fortalecendo e, no fim das competições, pude dar o meu melhor, pude ajudar minha equipe Leoas da Serra a vencer campeonatos, pude ajudar a seleção brasileira com o título da Copa América e, agora, fui agraciada com esse prêmio de melhor do mundo mais uma vez", desabafou Amandinha.

Com a cearense no clube, o Leoas da Serra conquistaram o primeiro título nacional: a Copa do Brasil de futsal feminino. Além disso, venceram os Jogos Abertos de Santa Catarina e foram vice-campeãs no estadual. Na seleção brasileira, a ala foi destaque na vitória da quinta Copa América.

"É uma sensação incrível, muito gratificante. Um sonho enviado por Deus para a minha vida, e sou extremamente feliz por isso, porque é fruto de muito trabalho, de muita dedicação. Agradeço sempre a Deus primeiramente, às minhas companheiras, à minha família e aos meus amigos que estão sempre me apoiando. Como sempre falo: sem o jogo coletivo, o individual não vem, o individual não vale a pena. Então, não seria justo se eu não agradecesse a todas as minhas companheiras que fazem parte disso tudo, tanto de clube, quanto de seleção, quanto as que já passaram, com quem joguei junto, porque sem elas, estes títulos individuais não viriam", disse a atleta.

Mas não só de espetáculos dentro das quadras vive Amandinha. A melhor jogadora de futsal do mundo leva uma rotina pesada conciliando treinos durante o dia e estudos, à noite. A intenção é concluir o curso de fisioterapia no fim deste ano.
"Vou me dedicar bastante para conseguir terminar a faculdade em 2018, porque me formar em fisioterapia também é um sonho para minha vida", afirmou.

Inspiração
Depois de tantos anos como melhor do mundo, Amandinha tornou-se um dos grandes modelos para as jogadoras que sonham jogar futsal profissionalmente. A jogadora costuma receber centenas de mensagens de fãs de futsal nas redes sociais e enfatiza como se sente motivada com tanto apoio.
"Essa questão das meninas sempre se espelharem em mim é um dos maiores motivos de eu gostar tanto de ser melhor do mundo, porque vejo que elas veem uma esperança em mim. Elas veem a possibilidade de um dia conquistar um sonho. Por eu ser magrinha, baixinha, pequenininha, sempre fui muito desacreditada pelos outros, coisa que acontece bastante no futsal feminino. Então dou dicas quando posso, digo como essas meninas podem lutar, o que podem fazer, procuro responder as mensagens das pessoas que me admiram. E sempre falo: nunca desistam dos sonhos, tenham fé em Deus, respeitem seus pais, não deixe de estudar, porque acho que estes são os princípios básicos para fazer com que as coisas deem certo na vida de cada um".



Vídeos
Nuno Dias: "preparados e cientes do nosso valor e do que podemos fazer"
Jesus Velasco: "El partido ante Sporting será igual o más complicado que el del Barça"
Javi Rodriguez: "Esos dos goles en dos minutos nos condicionaron"
AAU Évora vence CNU em Futsal Feminino
Conferência de imprensa de antevisão das meias-finais da UEFA Futsal Cup
FINAL CNU | IP Leiria - AAU Évora | 14:00h
Os melhores golos da Jornada 24 da Liga SportZone por Zona Técnica Futsal Portugal
Tyumen vence Gazprom Ugra e está mais perto da Liderança
FP Halle Gooik - Proost Lierse disputam final da Taça da Bélgica
Campeonato Nacional de Espanha Feminino | 17:00h | Soto Real - Burela